Sabe quando, sem querer, você desliga o carro e deixa o som ligado, ou a lanterna, ou mesmo a luzinha do porta-luvas acesas? Em muitos casos, não dá para fugir da frustração de ter a bateria arriada, ou descarregada. E agora? Faz uma chupeta, filha! Aquela ligação direta entre baterias de carro pode te levar ao seu destino. Sem culpa!

Antes de qualquer coisa, adiantamos que não é nenhum “bicho de sete cabeças” fazer uma chupeta. Nada de desespero, meninas! O que vocês vão precisar é de um carro com bateria carregada e um cabo de bateria (disponível em lojas automotivas). Certifique-se se os cabos estão em perfeitas condições. Nada de improvisações nessa questão. Lembre-se que é a sua segurança em jogo.

 

1) É importante verificar se a amperagem (isso aí, tipo voltagem de tomada de secador, sabe?) da bateria carregada é igual à da descarregada. Se não for possível, a amperagem da bateria carregada deverá ser maior do que a amperagem da bateria descarregada.

 

2) Outro cuidado a se tomar é não deixar que as carrocerias dos veículos se toquem. Além disso, é recomendado desligar tudo que consome energia, de ambos os veículos. deixar equipamento de som, ar condicionado e outros itens dos veículos desligados.

 

3) Depois de verificar essas questões, ligue o carro auxiliar (aquele que está te dando uma moral), conecte o cabo nos polos positivos da bateria carregada e da bateria descarregada. Em seguida, faça o mesmo com os polos negativos (e na retirada faça o procedimento inverso). Agora, dê partida no carro que estava com a bateria arriada. Se o veículo ligar, não é preciso esperar a bateria carregar. Você já pode sair com ele! Mas lembre-se de que a bateria não recupera carga imediatamente, só depois de rodar alguns quilômetros, por isso demore um pouco para desligar o veículo!

 

4) Agora, caso você não saia logo com o carro, deverá esperar em torno de 15 minutos para que a bateria receba carga suficiente para uma nova partida.

 

Caso a bateria do carro esteja descarregando com frequência, é preciso verificar se o alternador (equipamento responsável por carregar a bateria e alimentar o sistema elétrico) não está com defeito ou mesmo se a bateria não está “viciada” (tipo bateria do celular ou do notebook, entende?). Nessa situação, é aconselhável levar o veículo a um mecânico eletricista”.

Se for possível a melhor coisa e recarregar a bateria com um carregador elétrico por umas 12 horas como explicado nesse vídeo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *