Um dia ouvindo uma emissora de rádio, escutei falar do trabalho da Psicotran, mas nunca tive a coragem e vontade de ligar, pois na época estava sem carro e não tinha a mínima vontade e condições de ter um carro no momento. Ao sair à noite para ir à igreja minha esposa sempre reclamava, da chuva, da poeira, até mesmo no correndo o risco de ser assaltado. Foi quando resolvi comprar um carro básico, mesmo tendo carteira tive que pedir para uma outra pessoa ir junto comigo buscar na loja. Quando eu via meu carro na garagem, eu sentia uma mistura de alegria e tristeza, vergonha e raiva, pois meu carro ficava na garagem e eu andando de carona com os outros ou a pé. Quanta vergonha e raiva. Resolvi ir à Psicotran e me arrependi muito por não ter ido antes. Conheci a Drª Sagriely que me ajudou em muitas coisas. Incentivo a quem tiver o mesmo problema que eu tive a conhecer a Psicotran eles iram te ajudar.

Vai, vai, vai que dá.

Joel Cordeiro da Silva, 60 anos, Aposentado.