Sempre senti medo de dirigir e hoje sei que não era somente medo e sim uma fobia, chorei muitas vezes, me sentia, incapaz e até envergonhada. Cansei de escutar coisas horríveis, do tipo: “Pede para o seu marido comprar um carro velho pra você, que o medo vai embora”. “É só falta de prática, logo você pega o jeito”. “Fulana que é toda errada consegue, e você que é até formada não dá conta?!” Ouvir frases como estas só me deixava ainda pior. Apesar de ter habilitação (há alguns anos), dirigi poucas vezes. Sempre nervosa e com medo de causar um acidente. Fiz aulas práticas em uma Auto Escola (depois de já ter a habilitação em mãos), e nada adiantou. Até que ouvi que havia tratamento psicológico para esse mau. Então há cerca de 3 meses, conheci as Psicólogas Salete e Sagriely, e outras mulheres que partilhavam do mesmo problema e comecei um tratamento. No início do tratamento participei de terapia em grupo no consultório e depois de sessões dentro do meu carro. Não foi nada fácil e apesar ouvir que era possível, lá fundo eu ainda duvidava de mim mesma. Nas primeiras sessões no carro tremia, o coração batia forte, e a adrenalina ia a mil. Mas com as técnicas certas, a paciência das psicólogas e a vontade vencer aumentando, o medo foi ficando distante. Ele já não me impedia de tentar. A segurança em mim mesma foi crescendo. E hoje já dirijo sozinha.

Karen Nunes, 29 anos, Analista de Sistemas.