Antes era impensável a ideia de dirigir um carro.

Logo depois de tirar a carteira dirigi algumas vezes, mas me sentia muito mal, com medo, a insegurança me dominava. Nunca havia dirigido sozinha, e com o tempo não dirigia de jeito nenhum.

Não passava pela minha cabeça que havia mais pessoas com esse mesmo problema, achava que era a única com esse medo absurdo.

O fato de não dirigir já era motivo de brigas com meu marido, pois ele se sentia sobrecarregado de ter que realizar todas as tarefas da casa que necessitavam do carro.

Quando iniciei o tratamento não acreditava que poderia dirigir,  mas consegui! Me senti muito feliz por isso,  pois senti que foi o início de conquistas ainda maiores.

Hoje dirijo sozinha, vou a vários lugares tranquilamente. No próximo ano vou cursar faculdade, coisa que estava adiando em função de não dirigir, sem falar que me divirto saindo com minhas amigas. Tem sido ótimo.

É uma mudança bem grande em minha vida.  Agradeço muito a Salete por isso, muito mesmo!

Márcia de Andrade Biscaia, 30 anos, Analista de Teste de Software