Dirigir hoje pra mim é mais que ter autonomia, é saber que posso fazer o que quero a qualquer hora sem depender de ninguém.

O mais legal é descobrir que não é preciso fazer tudo rápido, todos, exatamente todos fazem manobras devagarinho, todos dirigem devagar no trânsito da cidade, não é preciso ser rápida para mostrar que sei o que estou fazendo para os outros.

Cada dia é um novo aprendizado, a experiência está vindo com a prática, mas é preciso ser persistente, não perder a vontade e o foco!

As orientações da Salete (Psicotran) foram muito importantes principalmente no que diz respeito a: Eu posso fazer parte do trânsito, eu posso ser motorista, eu também sou respeitada quando dirijo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *