Você já parou para pensar que todos os motoristas podem cometer falhas no trânsito? Mesmo o mais experiente e seguro ao volante pode errar e nem por isso precisa deixar de dirigir. Em nosso dia a dia muitas situações inesperadas afetam o nosso equilíbrio emocional e quando estamos conduzindo um veículo precisamos dedicar atenção especial para os casos que nos deixam extremamente irritados ou mesmo que nos fazem perder o controle e a concentração.

Conheço muitas pessoas que já tiveram problemas com as colunas do seu prédio na hora de estacionar o carro. Em alguns momentos vale a brincadeira de afirmar que “a coluna insiste em mudar de lugar toda vez que seu carro se aproxima”, mas existem casos em que é importante identificar se foi alguma situação específica que levou você a esta falha. Hoje vou falar sobre um exemplo típico! Você está dirigindo e tem uma criança no banco de trás que insiste em chorar e pedir sua atenção. Em uma distração rápida pode parecer mais dificil estacionar, você pode não estar atento ao carro da frente que freia bruscamente e até deixar de respeitar uma sinalização simplesmente por não saber como agir neste momento.

A primeira coisa que você precisa saber é que isso é absolutamente normal e que nem sempre é possível fazer várias coisas ao mesmo tempo. Além disso, o atendimento de educação emocional no trânsito foi desenvolvido exatamente para ajudar em situações como esta. A raiva e o medo não ajudam, apenas pioram a situação e é muito importante você lembrar que não existe um culpado. A criança, os outros motoristas e o trânsito não devem ser alvo de sua agressividade. O autocontrole nestes casos é fundamental e pode ser desenvolvido com procedimentos simples e práticos!

Quer saber mais? Mande suas perguntas, aguarde as próximas novidades ou entre em contato com a Psicotran no psicotran@psicotran.com.br