Agora que conclui meu tratamento da fobia de dirigir, vejo com clareza que o mais difícil  mesmo foi dar o primeiro passo: admitir que tinha medo e que precisava de ajuda para supera-lo. Depois do primeiro passo as coisas foram acontecendo tão naturalmente que nem percebi que está em um tratamento!  No decorrer dessa minha busca pela cura, tive vários percalços, que se não estivesse sendo orientada pela psicóloga Sagry da Psicotran eu teria desistido, pois tive que adiar minhas sessões várias vezes devido ao fato de ter quer trocar de carro por problemas mecânicos, foram três carros ao todo. Mas com a orientação certa isso só serviu para me fortalecer.  É libertador poder fazer algo que você achou que jamais faria. Quero muito agradecer a todo o trabalho das profissionais da Psicotran que me fizeram ver que eu sou capaz, e hoje eu posso dizer com orgulho sim eu dirijo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *