Existe uma grande diferença entre insistir em algo e persistir em algo. Saber a diferença entre os dois, é vital para as nossas vidas. Muitas vezes, pessoas ficam presas no passado ou em alguma situação simplesmente pela insistência em algo que todo mundo sabe e já viu que não dará em nada. Quando eu insisto , eu me fecho, e não aprendo algo novo, pois estou fixado em algo que não dará e nem trará nenhum resultado.
Algumas vezes, você simplesmente terá de seguir em frente. Sem insistir.
Eu sei, todos nós odiamos fracassar, odiamos desistir, odiamos nos entregar. Todos gostamos dos desafios da vida e queremos continuar tentando até que seja lá o que queremos ‘conquistar” tenha sido superado, derrotado, vencido, conquistado. Mas algumas vezes isso simplesmente não vai acontecer, e temos de aprender a reconhecer esses momentos, dar de ombros e seguir em frente, com o orgulho e a dignidade intactos.
Se um relacionamento está acabando, em vez de entrar em joguinhos longos e complicados — e potencialmente muito dolorosos —, aprenda a arte de seguir em frente. Se está acabado, caia fora.
Esta não é uma regra referente a relacionamentos — está aqui porque se destina a você, a protegê-lo e ajudá-lo a crescer. Isso não tem nada a ver com os “outros”, apenas com você mesmo. Se o relacionamento morreu, não o desenterre a cada cinco minutos para ver se o pulso voltou. Está acabado, siga em frente. Você pode querer dar o troco — não se enfureça, apenas siga em frente. Isso é muito melhor do que tentar uma revanche, porque demonstra que você está acima de qualquer coisa que o tenha aborrecido. E não há melhor maneira de se vingar do que ignorar alguma coisa tão completamente a ponto de deixá-la para trás.
Desistir e seguir em frente significa que é você quem exerce o controle e que tem capacidade de tomar boas decisões — você está fazendo sua escolha em vez de deixar  que a situação controle
sua vida ou você .
Persistir é quando continuamos tentando fazer algo que não deu certo , mas como estamos abertos a críticas, sugestões , conseguimos ver a solução. Ocorre uma evolução pessoal pois você consegue entender quando e como parar. A persistência tem a ver com objetivos, a insistência com a teimosia. Não adianta insistir em algo que não vai dar certo, mas você precisa persistir naquilo que dará . Como descobrir quando è um e quando é outro?
A insistência te fecha para o aprendizado pois sua base está na obsessão da conquista, seja do objetivo ou de alguém ou algo.  A persistência envolve renúncia, pois está baseado na aprendizagem, na mudança e na abertura para conselhos e principalmente, para a verdade da situação. Na persistência eu abro mão de algo  para ganhar. Na insistência eu nunca abro mão de algo porque seria uma perda. A persistência respeita, a insistência agride.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *