mulher carro enjoo 116 400x800 0

Andar de carro pode ser sinônimo de enjoos, náuseas e até vômitos para muitas pessoas. Esses são os sintomas comuns de quem sofre da cinetose ou “Mal do Movimento”, doença que pode tornar uma viagem de carro uma enorme batalha.

Mas por que isso acontece? O otorrinolaringologista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz André Mateus explica que o sistema de equilíbrio de algumas pessoas entra em conflito. “Para manter-se equilibrado, o ser humano usa as informações da visão, do labirinto e da sensibilidade e, nessas pessoas, a velocidade desse sistema é mais lenta, causando uma sensação de vertigem”, diz.

De acordo com o médico, a cinetose afeta menos de 10% da população. “Pode acontecer com qualquer um tanto desde o nascimento, como ao longo da vida”. Apesar dos desconfortos, se você sofre da doença, pode ficar despreocupado, pois ela não tende a evoluir para algo mais grave.

Como evitar o enjoo e tornar a viagem mais tranquila

Para tentar impedir as tonturas, alguns itens devem ser evitados. E é aí que os apaixonados por café vão realmente sofrer, porque ele está na lista negra junto com cigarro, bebidas alcóolicas e comidas muito pesadas. “Eles estimulam o labirinto e têm o poder de exacerbar os sintomas”, explica.

Atividades como ler e mexer no celular durante a viagem só pioram a situação. “Para amenizar os sintomas, a pessoa deve fixar o olhar em algum ponto que não esteja se movimentando”. A dica é ser o motorista da rodada ou sentar no meio do banco de trás olhando para frente e nunca para objetos em movimento. Além disso, exercícios de relaxamento e dormir podem ajudar a controlar o quadro.

mulher dirigindo concentrada 116 400x800

Outra opção para quem já sofre com a doença há algum tempo é tomar medicamentos que deprimam o labirinto, os chamados antivertiginosos. “Atualmente, existem diversos medicamentos feitos exclusivamente para isso”. Para isso, claro, não deixe de consultar o seu médico antes!

Mateus sugere ainda o tratamento de reabilitação do labirinto, que funciona como uma fisioterapia. “Fazer exercícios específicos alguns dias antes de uma viagem longa garantem um melhor resultado”. Para fazer a reabilitação, consulte um especialista

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *